Header AD

Leitura de Cabeceira | Saga Crepúsculo


Olá leitores do TPJ hoje vim trazer uma das minhas sagas preferidas durante minha adolescência e claro que todo mundo já ouviu falar, Saga Crepúsculo. Eu li Crepúsculo a primeira vez logo depois do lançamento do primeiro filme em 2008, quando tinha 14 anos e me apaixonei, passeis bons anos da minha vida viciada nos livros e no filme, sempre suspirando pelo Edward kkkkkk

Crepúsculo (Twilight, no original) é uma história sobre vampiros da autoria de Stephenie Meyer. Publicado em 2005, sendo o início da saga Crepúsculo, onde Bella Swan é apresentada ao leitor, como uma estudante que se muda de Phoenix, Arizona, para Forks, Washington, colocando sua vida e de sua família em risco ao apaixonar-se pelo vampiro Edward Cullen.

Obras



- Crepúsculo
- Lua Nova
- Eclipse
- A Breve Segunda Vida de Bree Tanner
- Amanhecer

Significado das Capas



- Stephenie Meyer declarou que a maçã na capa de "Crepúsculo" representa o fruto proibido do livro de Gênesis. Ela simboliza o amor de Bella e Edward, o que é proibido, semelhante ao fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, como está implícito pela citação de Gênesis 3:3 no início do livro. Representa também o conhecimento de Bella daquilo que o bem e o mal são, bem como a escolha que ela tem do "fruto proibido", Edward, escolhendo ou não vê-lo. Em uma das cenas do filme, uma maçã cai e Edward a pega. O jeito que ele pegou a maçã com as duas mãos formou a imagem da capa.


- Ainda segundo a autora, a imagem que ilustra a capa de Lua Nova, uma tulipa, "não tem significado especial para a história" e ela "não teve qualquer participação na escolha". O título se refere à fase lunar mais obscura, indicando que Lua Nova é a fase mais sombria da vida de Bella.


- Segundo Meyer, a capa de Eclipse, ilustrada por uma fita vermelha partida, representa a escolha que Bella é obrigada a fazer entre Edward e Jacob, e também a ideia de que pode acabar com sua vida como humana.


- Segundo Stephenie Meyer, a capa de Amanhecer, ilustrada por uma peça da rainha de xadrez, representa a reviravolta do papel de Bella durante este livro, onde ela se torna parte importante na vitória dos Cullen.

Curiosidades



- A ideia do livro veio de um sonho que a autora teve em 02 de junho de 2003. Stephenie nunca tinha escrito nada antes, mas ainda assim persistiu em (literalmente) seguir seu sonho: Eu acordei com um sonho muito real na minha cabeça. Nele, duas pessoas estavam tendo uma intensa conversa em meio a uma floresta. Uma dessas pessoas era uma garota comum, a outra era fantasticamente bonita, brilhante e um vampiro. Eles estavam discutindo as dificuldades pelas quais estavam passando por: A) estarem se apaixonando B) Ele ter um uma atração muito particular pelo sangue da garota e estava tendo dificuldades de não matá-la imediatamente. 

- Para comemorar o décimo aniversário de lançamento do livro Crepúsculo, a autora Stephenie Meyer resolveu reescrever as 442 páginas do romance com uma mudança curiosa - ela trocou o gênero dos personagens, inclusive do casal protagonista. Em Vida e Morte: Crepúsculo Reimaginado, como o livro se chamará no Brasil, Bella Swan agora é um garoto chamado Beaufort, apelidado de Beau enquanto Edward Cullen se chama Edythe.

- Em Amanhecer o livro é dividido em três "livros" ou seções, sendo o primeiro narrado por Bella Swan, o segundo por Jacob Black e o terceiro narrado novamente por Bella Swan.

- A Breve Segunda Vida de Bree Tanner: Uma História de Eclipse é um livro escrito por Stephenie Meyer como um complemento da série Twilight. O livro conta a história de Bree Tanner, uma vampira que havia sido recém-criada por Riley (a pedido de Victoria) no terceiro livro da saga, Eclipse. Foi escrito do ponto de vista de Bree, em oposição aos outros livros da série, que são contados principalmente por Bella Swan.

- De acordo com Meyer, ela começou a escrever a história quando estava editando o livro Eclipse. Mais tarde, ela planejou colocar o texto no The Twilight Saga: The Official Guide: Essa história é algo no qual trabalhei sem pressa por um tempo, só por diversão, no tempo livre que tinha entre escrever ou editar os outros livros da série Crepúsculo. Mais tarde, quando surgiu a ideia do The Twilight Saga: The Official Guide, eu pensei que esse poderia ser um bom lugar para Bree. Sua história é um bom complemento para Eclipse; explica muitas coisas que Bella nunca soube. Por isso tirei a poeira desse trabalho e o finalizei, para incluir no Guia. No entanto, como o resultado tinha 192 páginas, ela concluiu que era grande demais para ser colocado no guia, e decidiu lançá-lo como um livro separado. Meyer permitiu que a roteirista Melissa Rosenberg, o diretor David Slade, e alguns atores lessem o rascunho da história durante a produção do filme Eclipse. Entretanto, após o manuscrito de Midnight Sun ter vazado, Meyer foi bastante cuidadosa com relação ao livro; Jodelle Ferland, que interpreta Bree em Eclipse, afirmou que teve que comparecer ao set para ler, sempre com um pessoa lhe acompanhando, para que ninguém pudesse tirar fotos.

- Quando Stephenie Meyer começou a escrever 'Crepúsculo', ela ainda não tinha batizado os personagens como Edward e Bella. Ela usava apenas "ele" e "ela", tendo grande dificuldade em decidir o nome dos protagonistas. O nome Edward foi inspirado nos livros de Jane Austen, e Isabella foi o nome que ela daria para a própria filha.

- A revista Forbes elegeu os personagens de ficção mais ricos da história. O vampiro Carlisle Cullen conquistou a primeira posição. Com 370 anos, Cullen é médico e tem uma fortuna estimada em US$ 34,1 bilhões.
- Os Cullens são extremamente ricos por dois motivos: Carlisle é um ótimo médico, e Alice, que o ajuda a aplicar o dinheiro usando a capacidade de ver o futuro.
- 'Crepúsculo' foi a maior estreia nas bilheterias de um filme dirigido por uma mulher, na história do cinema.
- Stephenie Meyer fez uma ponta no primeiro filme. Ela aparece quando Bella chega a um restaurante para almoçar com Charlie, seu pai. Ela está sentada em frente a um notebook e pede um sanduíche.

- Nas primeiras 24 horas em que o livro 'Amanhecer' ficou à venda, mais de 1,3 milhões de exemplares foram vendidos.

- 'A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1' foi o maior lançamento em quantidade de salas já realizado no Brasil, com 1.100 cinemas em todo o país além de contar com as tradicionais sessões para fãs a partir da madrugada do dia 17 para o dia 18 de novembro. 
- A pré-venda de ingressos de 'A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1' no Brasil trilhou uma carreira de sucesso: vendeu mais de 370.000 ingressos em todo o país, o equivalente a 5 estádios do Morumbi completamente lotados.
- 'A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1' teve que ser reeditado. A primeira versão teve censura R, em que menores de 17 anos só podem assistir acompanhados por um responsável. O motivo foi a cena de sexo de Bella e Edward. Após a reedição, o longa foi classificado PG-13, impróprio para menores de 13 anos.

- Kristen Stewart divertiu a todos no set durante a cena do casamento de Bella e Edward. Assim que o diretor gritou "corta", a atriz saiu correndo em direção a Taylor Lautner gritando: "Jacob, volte aqui. Eu fiz a escolha errada!!!".
- Para simular a Renesmee durante a cena do nascimento, os produtores tentaram usar um bebê robô. A ideia não deu certo, e tiveram que correr para encontrar um bebê de verdade.
- O bebê animatrônico e alguns bebês de três semanas de idade foram usados no filme. Kristen Stewart preferia trabalhar com os bebês de verdade, pois ela sentia que melhorava sua atuação.
- Enquanto promovia 'A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2', a escritora Stephenie Meyer confirmou em entrevista coletiva os planos de escrever mais livros da franquia explorando outros personagens.
- Os Cullens possuem uma espécie de brasão de família - "jóias do clã".
A mão = Fé, sinceridade                                                   
O leão = Força, ferocidade
O trevo = Perpetuidade 

No filme, os rapazes usam o brasão como bracelete, Rosalie usa o como pingente e Alice o usa como gargantilha.
- Como os Cullens jogam beisebol desde a década de 20 , eles combinam camisas e bonés retrô.

- A MTV Films e a Maverick Films eram os detentores originais dos direitos de produção do livro, com a Paramount Pictures sendo a distribuidora. Como a MTV Films não conseguiu um roteiro que a satisfizesse, decidiu vender estes direitos à Summit Entertainment, que produziu e distribuiu o filme nos Estados Unidos.

- Antes da escolha do elenco de Crepúsculo a autora Stephenie Meyer divulgou qual seria sua seleção ideal: Emily Browning (Desventuras em Série) como Bella Swan, Henry Cavill (Homem de Aço) como Edward Cullen, Charlie Hunnam como Carlisle Cullen, Mary-Louise Parker como Esme Cullen, Rachael Leigh Cook como Alice Cullen, Trent Ford como Jasper Hale, Tom Welling (série Smallville) como Emmett Cullen e Olivia Wilde como Rosalie Hale.

- Henry Cavill era a escolha da autora para o personagem Edward Cullen, mas foi preterido por não convencer mais como um adolescente de 17 anos. Cavill então recebeu uma proposta para interpretar Carlisle Cullen, mas recusou devido aos compromissos já firmados com a série de TV "The Tudors". Robert Pattinson viajou da Inglaterra até os Estados Unidos para realizar um teste para o personagem Edward Cullen. O teste foi com Kristen Stewart, já contratada para o filme, na cama da própria diretora Catherine Hardwicke. Cerca de cinco mil atores fizeram testes para o personagem Edward Cullen.

- A personagem Jessica vista no filme é uma combinação das personagens Jessica Stanley e Lauren Mallory, presentes no livro. O personagem Eric visto no filme é uma combinação dos personagens Eric Yorkie e Ben Cheney, presentes no livro.

- Stephenie Meyer afirmou que as músicas do Muse, banda britânica de rock alternativo, serviram de inspiração para escrever os livros da saga. A canção "Supermassive Black Hole", do trio, é um das principais músicas da trilha sonora de Crepúsculo.

- Outra série de livros recente que fez grande sucesso, 50 Tons de Cinza, foi inicialmente uma fanfic de Crepúsculo, conhecida como Master of Universe. Tanto que, se você prestar atenção aos personagens que a compõe, encontrará inúmeras semelhanças entre as duas obras.

- Midnight Sun é o livro inacabado de Meyer que contaria Crepúsculo na visão de Edward Cullen. O rascunho inicial vazou e causou grande tristeza e mal estar na autora, que interrompeu o projeto indefinidamente, além de disponibilizar esse rascunho em seu site. Não é difícil achar a versão traduzida da obra pela internet.

- Pouco antes de Jacob quase beijar Bella em Lua Nova ele fala, na língua Quileute, “fique comigo para sempre“.

- Laurent era francês e sua maior frustração era não ter conseguido entrar para a guarda dos Volturi.

- O nome de solteira de Renée era Higginbotham.
- James, depois de transformado, perseguiu o vampiro que o transformou e o matou.

- Victoria foi transformada por sua própria irmã.

- O nome dos avós paternos de Bella eram Geoffrey e Hellen Swan.

- A patente na guarda Volturi é indicada pela cor do manto, quanto mais escuro, mais poderoso.

- Aro era grego e foi o último dos Volturi a arrumar uma namorada.

-  O clã egípcio é o clã mais antigo de todos.

- Jacob não devia existir na história original de Crepúsculo.

Autora


Stephenie Morgan (Hartford, 24 de dezembro de 1973) é uma escritora americana, conhecida pelos best-sellers da série Twilight (Crepúsculo), que gira em torno da relação entre a jovem Bella Swan (que acabou de chegar na cidade para viver com seu pai) e um vampiro, Edward Cullen (que vive lá com sua família). Dois personagens de contrastes que se apaixonam e resolvem correr o risco de uma proximidade tão perigosa.

Os livros da série Crepúsculo já venderam cerca de 120 milhões de cópias ao redor do mundo, com traduções em 37 línguas diferentes, para 50 países. A adaptação cinematográfica de Crepúsculo foi lançada nos Estados Unidos em 21 de novembro de 2008, e no Brasil em 19 de dezembro. Stephenie Meyer também é autora do romance de ficção científica The Host ( A Hospedeira).

Curiosidades da autora



- Graças à repercussão da série Crepúsculo, Meyer foi classificada como 49º na lista da revista Time das "100 pessoas mais influentes em 2008". Em 2010, a Forbes classificou-a como a 59º celebridade mais poderosa, com salário anual de US$ 40 milhões.

- Após escrever Crepúsculo (Twilight), Stephenie ganhou 3 prêmios: um do NY Times e dois da Associação das Bibliotecas Americanas.

- Crepúsculo (Twilight nos EUA), é o seu primeiro romance. Depois da sua publicação, Stephenie foi escolhida como um dos "novos autores mais promissores de 2005" pela Publishers Weekly

- A escritora já veio ao Brasil, em novembro de 2010, juntamente da equipe de filmagem de Amanhecer, longa-metragem de que foi produtora oficial.

- Meyer ganhou recentemente duas versões de sua biografia: uma em quadrinhos, feito originalmente pela Bluewater Comics, "Twilight Unbound: The Stephenie Meyer Story", que conta a vida e a inspiração para a saga, a história e as lendas de Forks; e uma outra, não-autorizada, do biógrafo americano Marc Shapiro.

Obras


- Crepúsculo (2005)
- Lua Nova (2006)
- Eclipse (2007)
- Formaturas Infernais (2007) - co autoria
- A Hospedeira (2008)
- Amanhecer (2008)
- A Breve Segunda Vida de Bree Tanner (2010)
- Saga Crepúsculo: Guia Oficial Ilustrado (2011)
- Morte e Vida (2015)
- Sol da Meia Noite (não publicado por ter capítulo vazados)


Leitura de Cabeceira | Saga Crepúsculo Leitura de Cabeceira | Saga Crepúsculo Reviewed by Luara Moraes Leão on 23.11.15 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD