Header AD

Review | 'The Price' (5x02), de Once Upon a Time



Finalmente, aprendemos o porquê de toda magia ter um preço no segundo episódio da quinta temporada de Once Upon a Time.

O episódio começa de onde parou o anterior: temos a chegada dos personagens em Camelot, conhecendo Rei Arthur e Guinevere, os quais oferecerão um baile em homenagem aos profetizados por Merlin. Nessa cena, temos uma interação engraçada entre Regina e Zelena, com a primeira ameaçando a segunda, caso esta fale algo sobre a identidade de Emma. Porém, Killian não aguenta de ansiedade e pergunta quando irão procurar o feiticeiro. É quando Arthur os leva a uma enorme árvore dizendo que Merlin está preso nela e só a Salvadora poderia libertá-lo. Mas, como Regina tem a adaga que controla Emma, essa se passa por Salvadora, explicando depois para a loira que o fez com a finalidade de ela não precisar usar mais magia negra.

De volta ao presente, Henry invoca Emma e estes conversam, quando ela revela que ele foi o único que não falhou com ela em Camelot, mas ainda não sabemos o porquê. Então, Regina chega e diz que ela pode salvar a cidade, mas Emma a desencoraja dizendo que eles terão "um problema que só uma salvadora poderia resolver". Ainda em Storybrooke, os anões querem fugir da cidade e Dunga é o eleito para ver qual é a nova maldição. Com a interrupção de Mary Margret, David e Regina, e esta sendo desencorajada por Leroy, o anão ultrapassa a linha e acaba por virar uma árvore.

De volta a Camelot, Regina recebe um colar de presente de um dos cavaleiros de Arthur e, um pouco depois, diz que não vai ao baile por não saber dançar. É aí que temos uma cena linda de integração entre as personagens de Lana Parrilla, Ginnifer Goodwin e Josh Dallas, com o casal ensinando a ex-vilã a dançar, enquanto descobrimos que o colar ganhado por Regina era, na verdade, encantado para funcionar como uma câmera. Outra cena linda no pré-baile é entre Emma e Mary Margaret, com esta dizendo que sempre sonhou em compartilhar a experiência do baile com a filha.

Já no presente, vemos que a maldição lançada pela nova Sombria trouxe Arthur, Guinevere e seus cavaleiros para Storybrooke e, tentando ajudar os novatos, Robin Hood é atacado por um espírito do mal e desconhecido, o qual o leva para dentro da floresta. Os nossos heróis o seguem, mas Regina é atacada e eles têm que recuar. Com a ajuda de Bela, Regina descobre que o espírito está aqui para cobrar o preço de uma magia e esse preço é a vida de Robin, sendo que ele só pode ser pago com outra vida.

Em Camelot, o baile começa e o figurino de todos é impecável. Os casais começam a dançar e, para quem shippa muitos deles (como eu), são vários "tiros". Porém, um novo casal (fofíssimo, diga-se de passagem) está prestes a se formar: Henry está apaixonado. Com a ajuda de David, o menino toma coragem e vai falar com Violet, em uma cena maravilhosa, mostrando as dificuldades de se falar com uma garota. Durante as danças, há uma demonstração de amor de Regina e Robin com beijo, o qual é interrompido pelo cavaleiro o qual lhe deu o colar. Estes começam a dançar e vemos que o cavaleiro já descobriu a verdadeira identidade de Regina e tenta matá-la, sendo impedido por Robin e David, mas o primeiro é atingido gravemente.

No presente, vemos Regina brigando com um Rumple inconsciente por torná-la má. Depois, Killian está procurando Emma e ela o leva para sua nova casa, dizendo que eles ainda podem ficar juntos. Mas, depois de uma conversa com Bela, na qual esta diz que é muito mais fácil odiar o Sombrio do que amá-lo, o pirata tenta destruir a maldade em Emma com um beijo de verdadeiro amor, o qual não funciona. Com isso, eles brigam e ele sai.

De volta ao passado, Regina tenta salvar Robin com sua magia, mas não consegue porque a espada foi encantada para matá-la, fazendo seus poderes ineficazes. Portanto, pede que Emma use a dela, mas todos são contra porque isso pode levá-la ainda mais para a escuridão. Emma, então aceita ajudar, mas é interrompida por seu Rumple interior dizendo que, como Regina está pedindo a magia, ela pagará o preço. Depois de curar Robin, Emma tenta desesperadamente tirar a maldade de si com um beijo em Killian, mas não funciona.

Já no fim do episódio, Regina, Mary Margaret, David, Arthur e Zangado impedem que o espírito maligno leve a vida de Robin através de uma tática aprendida no Chaves... Sério, Regina dá sua vida e os outros se juntam a ela, formando uma corrente para cada um dar um pouco de sua vida e salvar a de Robin. Mas, fala sério, não é igual às cenas em que os personagens de Chaves são eletrocutados? E é nesse momento no qual vemos que todos em Regina para salvá-los.

Na última cena, vemos Emma com seu Rumple interior, depois de ela ter visto todos no restaurante da Vovó sem ela. Lá, David, tentando acalmar Mary Margaret, diz que eles vencerão, mas ela lembra que, se eles vencerem, Emma perde. A Sombria ouve de seu guia todas as coisas que ainda prendem os Sombrios na realidade, toda a luz que eles ainda têm e que pode ser eliminada por ela, se ela juntar a Excalibur, do Rei Arthur, com a sua adaga.

Devo parabenizar Jennifer Morrison pela atuação, porque sair de heroína para vilã e mostrar essas nuances não é nada fácil e ela faz com perfeição, chegando a amedrontar o telespectador com seus olhares, ironias e até o jeito de andar que mudou.

_________

Once Upon A Time The Price ★★★★

Episódio
5x02

Estreia
04 de Outubro de 2015

Emissora
ABC
Review | 'The Price' (5x02), de Once Upon a Time Review | 'The Price' (5x02), de Once Upon a Time Reviewed by Carolina Soares on 12.10.15 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD