Header AD

Editorial | Tinta + pele



''Você nunca vai conseguir um emprego com isso'' ''Deus não te fez com isso'' ''Delinquente'' ''louco'' ''marginal''



O que dizer das tatuagens? A pratica de marcar o corpo é quase tão antiga quanto a humanidade em si, ao que tudo indica, e nem sempre foi motivo para tantos tabus. Quem já ouviu essas frases acima sabe o quanto erradas e antigas elas são, hoje a tatuagem passou a ser menos vista como uma característica de pessoas "loucas" ou "marginais" e, agora, a tatuagem passa a imagem de cuidado com o próprio corpo, como uma espécie de acessório, mostra um pouco de quem somos,do que gostamos e faz a gente se sentir bem com o próprio corpo.


"Um dos objetivos seria permitir ao indivíduo registrar sua própria história, carregando-a na pele em seus constantes deslocamentos", afirma a artista plástica Célia Maria Antonacci Ramos, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), autora do livro Teorias da Tatuagem. A prática se difundiu por todos os continentes, com diferentes finalidades: rituais religiosos, identificação de grupos sociais, marcação de prisioneiros e escravos (como a tatuagem era usada pelo Império Romano), ornamentação e até mesmo camuflagem. No Ocidente, a técnica caiu em desuso com o cristianismo, que a proibiu - afinal, está escrito no Levítico, livro do Antigo Testamento: "Não façais incisões no corpo por causa de um defunto e não façais tatuagem". A tradição só foi redescoberta em 1769, quando o navegador inglês James Cook realizou sua expedição à Polinésia e registrou o costume em seu diário de bordo: "Homens e mulheres pintam seus corpos. Na língua deles, chamam isso de tatau...'' Cem anos depois, Charles Darwin afirmaria que nenhuma nação desconhecia a arte da tatuagem.

Não vim para indicar qual a melhor tatuagem para se fazer, isso cabe a você leitor caso queira ter sua marca permanente, vim para quebrar ainda mais esse tabu e para mostrar que sempre houve gente tatuada no mundo. Sempre houve a união de tinta e pele.




Editorial | Tinta + pele Editorial | Tinta + pele Reviewed by Laís Bitti Piai on 18.8.15 Rating: 5

Post AD