Header AD

Teorias de desenhos do Cartoon Network


Olá leitores do TPJ, hoje eu vim falar das teorias que rodeiam os desenhos do Cartoon Network, a maioria são desenhos que chegaram aqui no Brasil no começo de 2000 e foi pelo menos para mim a época de ouro do canal. As teorias são muito divertidas e interessantes, leiam, se divirtam e depois nos conte se você aprova a teoria ou não. Só lembrando não somos responsáveis pela destruição de sua infância.

#1. Du, Dudu e Edu estão presos no purgatório


Esta teoria propõe que todas as crianças no desenho estão realmente mortas , e o bairro em que vivem é o purgatório.

Faz sentido inicialmente  pelas cores dos personagens que tem um aspecto cadavérico, sendo que em apenas algumas exceções os personagens não são ilustrados com cores de defuntos. Entretanto, isso poderia ser uma opção do Criador de Arte do Desenho, que quis usar tais tons, assim, sem nenhuma ligação, apesar de que a composição leva a crer que ele tenha considerado algo, algo sinistro.
Prosseguindo em nossas divagações, temos o fato de não haver adultos no desenho. Você vê silhuetas vagas de adultos em algumas ocasiões, mas elas nunca se movem (um tanto perturbador se analisarmos, não?). A coisa mais próxima de um adulto que vamos observar é o irmão mais velho de Edu, os quais se encontram a única vez na história de todo o desenho, quando eles saem de seu bairro (ou purgatório, se preferirem).

Esse irmão de Edu é outra incógnita. Ele é um dos poucos personagens que não moram no bairro, aparece apenas uma vez ao longo da história do desenho – no filme produzido pela Cartoon – e ainda assim não tem o seu nome revelado. Após o Irmão mais velho de Edu ser derrubado por Du, Edu admite que todas as histórias de seu irmão por ele contadas ao longo da série eram mentira, assim como sua boa relação com seu irmão. Segundo ele, seu irmão sempre o atormentou. Na verdade esse fato já está previamente implícito em um dos primeiros episódios da série, quando ao pensar que seu irmão havia chegado em casa, Edu revela: “É o meu irmão, eu estou ferrado…” (Episódio “Du Passa Para Mim”). Tal circunstância indica que o irmão é um figura distante, que de tempos em tempos, aparece em visitas surpresas. E vem de um lugar muito mais sinistro: o inferno!

Tudo isso vai de acordo com uma antiga linha de uma religião gnóstica cristã, da Idade Média que provavelmente – caso a teoria esteja certa – foi a inspiração dos criadores do desenho. Essa religião medieval falava que o purgatório era um lugar neutro, nem bom, nem ruim, habitado por espíritos que ainda não haviam alcançado níveis de purificação para entrar no paraíso. E aí que as crianças entram: pela morte precoce, são encaminhadas ao purgatório na busca da ajuda mútua. Segundo a Gnose Cristã, aquele que permanece muito tempo no purgatório, aos poucos, vai perdendo sua identidade:  a memória vai esvanecendo até que tudo que sobra é a sombra daquilo que fomos. Por isso as crianças não revelam o nome do irmão, não vê adultos senão meras sombras: as referências se foram, perdidas na neutralidade do pós-mundo.

Nota-se também que os personagens que tem cores diferente, não cadavéricas, como é o caso das irmãs Kankers, representam elementos na história que tem como objetivo, ou criar obstáculos ou ensinar a garotada do além. As irmãs Kankers, por exemplo, são de um lugar chamado de “Parques dos Trailers” localizado atrás do “Terreno Baldio”. Ao longo do desenho, alguns personagens dão à entender a localização desses locais: Parque dos Trailers fica na divisa do bairro com o que há depois, já o Terreno Baldio, fica entre o Beco sem saída – lugar aonde maior parte dos personagens moram –  e o Parque dos Trailers. Muitos dos personagens não visitam o Terreno Baldio porque dizem que existem “monstros” por lá. Dadas as pistas, nesse ponto a teoria sugere que as irmãs Kankers, tanto pelo local aonde moram, tanto pelo comportamento, tanto pelas cores as quais usam para ilustra-las, não estão mortas e sequer pertencem ao purgatório – na realidade elas seriam seres responsáveis por atrapalhar o desenvolvimento das crianças, tal como demônios, levando-as à ficar cada vez mais tempo no purgatório.

E calma, isso não é tudo: a teoria também explica porque diabos em certos episódios as crianças usam tecnologias contemporâneas e em outros usam tecnologias do tempo do guaraná com rolha!
Segundo a teoria, cada criança da vizinhança haveria nascido em um período da história. Por esse motivo, em alguns episódios você assiste eles usando uma vitrola e em outro, um discman, ou ainda, em certo episódio usam máquinas de escrever e em outro, computadores.
Rolf, o garoto estranho com o inexplicável sotaque do Leste Europeu, morreu no início de 1900 em um acidente agrícola. Johnny, aquele cujo melhor amigo é uma prancha, vem de 1920, quando possuir um pedaço de madeira com um rosto pintado fez dele o garoto mais popular do bloco. Jimmy, o garoto doente com a pele amarelada, morreu de leucemia perto do ano 2000, e assim por diante.


#2. Samurai Jack se passa na cidade de Towsville pós-apocalíptica, a cidade das Meninas Super Poderosas.


Mas será o que aconteceu com As Meninas Super Poderosas?

#3. Frankie seria uma amiga imaginária da Madame Foster


Você com certeza já viu a 'Mansão Foster para Amigos Imaginários', mas já imaginou por que de uma adolescente normal trabalhar em uma mansão para amigos imaginários? Bem existe a teoria de que Frankie seria uma amiga imaginária da Madame Foster para poder fazer as tarefas que não fáceis para ela nessa idade, se observarmos podemos ver que as duas tem até a mesma roupa, pode até ser que Frankie não seja imaginária, mas que a alguma ligação tem.

#4. As aventuras de 'Coragem - O Cão Covarde' seriam só imaginação de um cachorro comum


Coragem, o Cão Covarde é apenas um cachorro normal, que enxerga um mundo como qualquer outro cão. Todos os vilões no desenho são apenas pessoas normais, mas para um pequeno cão elas parecem assustadoras. Sua família não vive no meio do nada, mas já que seus donos são velhos demais para levá-lo para passear, ele só conhece as imediações de sua casa, e tudo além disso é um vazio.”

#5. Scooby e Salcicha fumam maconha


O designer dos personagens, Iwao Takamoto, declarou em sua biografia que nunca houve referência a drogas no desenho. Mas até a Warner Bros, dona dos direitos sobre o cartoon, já fez graça com a teoria. 
No filme Scooby-Doo, de 2002, há uma cena em que, ao som de Bob Marley, uma fumaça estranha escapa das janelas da van usada pela dupla, mas depois é revelado que eles estão fazendo churrasco lá dentro. E, em um episódio do desenho adulto "Harvey, o Advogado", um policial prende a dupla por “comportamento suspeito”.Mesmo após muitos anos com a teoria rolando pela web, a Warner Bros. Animation, dona do show, nunca se manifestou, mas já declarou certa vez que o assunto é uma “bobagem!”. Porém o que colabora pra a teoria é que:
1. Já reparou como eles estão sempre com fome, invadindo a cozinho dos outros e se servindo á vontade? Esse é o princípio básico da maconha! A droga bloqueia a substância que diz ao cérebro que o organismo está saciado. Além disso, os “Biscoitos Scooby”, classificados como os preferidos da dupla, poderiam ser apenas mais uma forma amenizada de exibir cigarros de maconha.
2. Eles estão sempre metidos em aventuras sombrias e sendo perseguidos por monstros, mas levam tudo no melhor humor do mundo. Riem de tudo! É um comportamento típico dos usuários de maconha, já que a erva faz com que o cérebro libere endorfinas, substâncias responsáveis pela sensação de prazer. 
3. A maconha pode causar, em maior ou menos escala, ilusões ou fantasias no campo de visão do usuário. Isso explicaria por que os fantasmas e monstros surgiam sempre para a dupla primeiro e por que essas aparições eram muito mais exageradas e sobrenaturais do que quando aconteciam com o resto da turma.

#6. 'A Hora da Aventura' se passaria em um tempo pós guerra nuclear e Finn  estaria em coma


1 - A teoria mais conhecida sobre o desenho do canal Cartoon Network é que a Terra do Ooo é, na realidade, a nossa Terra após uma guerra nuclear mencionada como "A Grande Guerra dos Cogumelos", extinguindo os humanos, com exceção de Finn, do qual não se sabe a verdadeira história, originando as demais criaturas do lugar, provavelmente sendo mutações decorrentes aos ataques, dentre elas demônios, gigantes, animais falantes, homens de neve, fantasmas, dimensões diversas e etc.
 No desenvolvimento do desenho quase inexiste informações do predomínio humano a não ser pequenos utensílios encontrados como antigas televisões, bicicletas, computadores, esqueletos e raros destroços de armas e edificações porque praticamente o lugar foi tomado pela vegetação, surgindo dessa forma florestas, bosques, pântanos além dos desertos e demais reinos como o do fogo e o gelado, preservando as características que dão nome aos reinados, vulcões para o Reino do Fogo e gelo no Reino Gelado além dos doces no Reino Doce.


 A Terra de OOO ainda apresenta diversos tipos de princesas, curiosamente muitas sem mesmo um reino para governar ou parentes vivos, que são na maioria das oportunidades perseguidas por vilões, quase sempre pelo amargurado Rei Gelado (ele não é bem um vilão), recorrendo a Finn e Jake ajuda devido o fato deles serem os maiores heróis de OOO vivos. Ainda há outros tipos de personagens que fazem parte da realeza a exemplo de reis, duques e condes, mas de participações discretas.

O misticismo faz parte de OOO, inúmeros episódios retratam esse aspecto, incluindo o da terceira temporada "Morituri te Salutamus" (traduzindo, "nós que vamos morrer vos saudamos"), clara referência à época dos gladiadores romanos, representada por uma versão mágica do Coliseu habitada pelo estranho Rei da Luta revelando a existência de guerreiros fantasmas mortos na arena de batalha por seus próprios companheiros. Controlados pelo maligno anfitrião dando entender que melhores amigos terminavam se matando.

A geografia dessa terra dá sinais de ser irregular, talvez efeito das bombas nucleares lançadas durante a grande guerra apocalíptica, onde pode ser notado a proximidade de elementos distintos como terrenos áridos e glaciais, escondendo alguns tesouros seja moedas de ouro ou artefatos místicos, parte deles com grande força psíquica o que termina reforçando da tese da invasão de criaturas pertencentes a universos paralelos, quem sabe de um plano mágico, desencadeado assim "A Grande Guerra dos Cogumelos", uma possível retaliação a essa invasão.

De acordo com o programa, mil anos atrás, a Guerra dos cogumelos teve lugar, e especula-se que o "cogumelo" refere-se às nuvens de cogumelo feitas por explosão de bombas nucleares. Desde então, a vida começou de novo, e uma mutação causou uma variedade de novas criaturas. Em quase todos os episódios, a referência à nosso já falecida civilização.
Edifícios destruídos, carros e similares estão geralmente parcialmente enterrados em um monte de lixo. Na intro de A Hora de Aventura, bombas nucleares e peças detonadas de tecnologia estão espalhados em um terreno baldio.

 No episódio "The Linch", o grupo viaja ao longo de um corpo de água seguindo " Linch " para seu covil , onde ele parece usar resíduos tóxicos (possivelmente da guerra nuclear) para abastecer o seu poder. Seu esconderijo é em uma estação de metrô destruído, e ao entrar Finn e Jake são atacados por esqueletos possuíndo roupagem moderna, como se as pessoas morreram em um atentado à espera de seu trem. Na superfície, os tanques e bombas que não explodiram ainda podem ser vistos. No episódio "Susan Strong", a vida da espécie Hyoomen na cidade subterrânea abandonada, onde os seres humanos podem ter tentado viver depois da guerra antes de morrer ou sofrer mutação. É mencionado várias vezes na série que Finn é o último humano, ou que os humanos não têm sido vistos por um longo tempo. Marceline e o Rei Gelado são especulados como sendo sobreviventes da Guerra de fungos por causa de sua idade.

 Ao longo das temporadas indiretamente sempre foi dito que os humanos tinham sido extintos por uma catástrofe, quem sabe ligada ao Enchiridion, apresentado como livro dos heróis, por sua vez relacionada a coroa do Rei Gelado, essa enlouquecendo qualquer ser que a usá-la, e pelo o maior vilão da série, o Linch, espírito de um maligno feiticeiro mestre nas artes negras que pode ter desencadeado o fim do mundo assim como aberto o portal para outras dimensões.


Até hoje não teve um episódio específico explicando as origens do apocalipse, quase todas as informações são expostas em trechos muitas vezes imperceptíveis num primeiro olhar, revelando a necessidade de prestar atenção nos curtos onze minutos de duração a cada novo capítulo. As exceções ficaram por conta da passagens acompanhadas em "Segredos de Holly Jolly - Parte II", "Eu me Lembro de Você" e "Simon e Marcy", narrando acontecimentos no passado durante o período da tragédia na visão do Rei Gelado (ainda humano) e Marceline.

Uma das chaves para tentar desvendar o mistério sobre o fim do mundo, é isso que está dando entender, esteja envolvido pelo passado secreto de Simon Petrikov (Rei Gelado) devido desde que ele passou a ter em posse tal coroa a Terra começou sofrer alterações e nisso sucederam vários acontecimentos, incluindo sua eminente destruição, o período pós-apocalíptico e o surgimento de novos serem que passaram a dominá-la, de início seres humanos transformados supostamente pela radiação das ogivas nucleares.

O ar pesado e de certa maneira sombrio desse lado da história da formação da Terra de OOO é constantemente amenizado seja pela pouca profundidade dada ou por outros contos de maior destaque na série, lembrando serem todos pano de fundo para uma história mais complexa, até porque normalmente não há continuidade de uma episódio para o outro, somente fragmentos de acontecimentos e revelações, como um imenso quebra-cabeças ainda em formação, entretanto, reforçando a ideia que o final do programa deve estar próximo.

Pode soar precipitado afirmar da possível aproximação do encerramento das incríveis aventuras de Finn e Jake, contudo, a própria animação dá entender isso. Durante a primeira temporada era apresentado a ambientação e construção dos personagens, a segunda e terceira da criação do misterioso passado da Terra de OOO e a vinda do cruel vilão Linch, atacando os moradores do Reino Doce, enquanto as partes quatro e início da quinta forçam a entender que as peças até então discretamente lançadas começarem a se juntar iniciando um único desfecho.
 Em inúmeros momentos durantes as aventuras do menino humano e do seu amigo, o cão mágico, pode ser reparado destroços da antiga civilização, não sabe os motivos que levaram a guerra apenas da transição de mil anos até o tempo atual da animação. Provido de um passado incerto alguns dos personagens principais presenciaram o apocalipse sendo eles Marceline, a Rainha dos Vampiros, e Rei Gelado, antes conhecido como Simon Petrikov, um bondoso antiquário diferente do que se tornou.

2 - Porém, outra lenda que permeia esse desenho, atual grande sucesso, dá conta de que o protagonista Finn estaria, na realidade, em coma após tentar o suicídio. Nas especulações, o personagem seria um menino de 13 anos cuja mãe teria dois empregos e, por isso, seria bastante solitário, tendo como melhor e único amigo o cachorro Jake. Após a morte do bicho de estimação, o garoto teria caído em depressão e provocado uma overdose de medicamentos. Assim, todos os personagens inimagináveis.

#7 Dexter é Só Um Menino Criativo


Como poderia uma criança ter um laboratório em sua casa, você pergunta? Uma teoria insiste que ele não tem – é tudo imaginação. Como um garoto socialmente desajeitado, Dexter se baseou fortemente em sua imaginação. Seus “rivais” eram seus poucos amigos também com grandes imaginações, e quando eles brincavam juntos, as aventuras fantásticas do Laboratório de Dexter aconteciam. A grande imaginação de Dexter também explica seu sotaque bizarro.
 
#8 Garfield Foi Abandonado e Está Alucinando
 
 
Esse dá calafrios: Jon e Odie não existem. Garfield está realmente morrendo de fome e apenas imaginando Jon e Odie. Havia uma referência a isso numa história em quadrinhos especial de Halloween. Garfield acorda numa casa condenado e abandonado. Ele chama por Odie e Jon, mas não há resposta. Ele, então, deseja a ilusão de volta sobre si mesmo e continua suas ilusões sobre sua família. Confira a tirinha assustadora aqui, se tiver coragem.
 
#9 As Meninas Superpoderosas São Uma Única Criança
 

As três meninas – Florzinha, Lindinha e Docinho – são todas as frações de uma única personagem, cujo nome é desconhecido pro público, mas por conveniência vamos chamá-la de “Brenda”. A causa pro desenvolvimento do Transtorno de Personalidade Múltipla em Brenda se origina no bullying na infância por seu irmão mais velho, cujo personagem real é desconhecida pro público, mas se manifesta em alucinações de Brenda como o Macaco Louco, o arqui-inimigo das Meninas. Lembra que ele era o ajudante do professor antes das meninas?
 
#10 Flintstones Pós-Apocalipse
 

Por que os Flintstones celebram o Natal, se estão na Pré-História? Lembre-se, Os Flintstones foi ao ar de 1960 à 1966, no auge da Guerra Fria. E se um confronto nuclear entre os soviéticos e estadunidenses foi o que gerou Bedrock? E se os Flintstones são nós no futuro, agarrando-se com o melhor do nosso passado como puderam reconstruir? A pseudo-tecnologia, entretenimento e religião são tudo o que resta das memórias fragmentadas de um mundo pós-apocalíptico.
 
#11 Scooby-Doo Pós-Crise
 

A série Scooby-Doo original se passa depois de uma depressão econômica horrível. Tudo está abandonado e caindo aos pedaços e todos os vilões são pessoas que normalmente seriam respeitadas – professores, curadores de museus, celebridades – agora decadentes em tempos difíceis, como qualquer outra pessoa.
 
Teorias de desenhos do Cartoon Network Teorias de desenhos do Cartoon Network Reviewed by Luara Moraes Leão on 13.5.15 Rating: 5

Post AD