Header AD

O cotidiano peculiar de um hipster (Parte 6)


Como notada nas matérias especiais do projeto A Nova Era dos Hipsters (confira aqui), ser hipster vai muito além de vestir determinado tipo de roupa ou de seu gosto musical. Fazer parte do grupo engloba uma série de características específicas, sendo o que o mais diferencia dos demais é o fato de suas preferências fugirem bastante do que é disseminado pelo grande público, promovendo um estilo de vida único e mudanças no pensar sobre o mundo. Boa parte dessas mudanças estão ganhando repercussão e popularidade entre camadas não-integrantes. Afinal, estamos vemos no hipster os reflexos das mudanças do dia-a-dia contemporâneo além da formação de uma nova geração?

Quando entramos no Tumblr e blogs destinados ao público, temos acesso a um mundo completamente variado e plural e ao mesmo tempo único e criativo. De suas reuniões com os amigos numa livraria ou praça pública às discussões sobre o que acontecem ao seu redor, observa-se a diversidade marcando sua vida, onde ser você mesmo é aceito. O hipster vê na diversidade como algo positivo, e faz dela a marca de suas escolhas tanto musicais como artísticas. Na sua playlist você encontrará desde música irlandesa a rock alternativo do subúrbio nova-iorquino, onde o fone se torna seu aliado favorito.

Outro ponto a se destacar é o fato da maioria gostar de ler livros e admirar as artes, tendo muitos seguindo a carreira profissional conforme suas preferências. É crescente o número de locais e estabelecimentos literários e artísticos voltados ao público, principalmente em grandes centros urbanos. Seu negócio é mais voltado para novas tendências, sendo geralmente os primeiros a popularizarem algo até então desconhecido. Se você notar um hipster recomendando algo fique atento pois ele ganhará sucesso em pouco tempo. Boa parte dessas descobertas surgem em comunidades e sites espalhados pelo mundo, valendo a pena passar alguns minutos na rede dedicados a esse fim. 

Além dos motivos já citados, observa-se as mudanças na escolha das roupas a serem usadas no dia. Aqui a liberdade é maior, podendo incorporar elementos vintage e aproveitar objetos. O reutilizar faz parte do dicionário hipster, onde escolher o que fará parte do cotidiano alia o antigo e o novo. Desde a bicicleta aos objetos de decoração do seu quarto, há uma preocupação em ajudar os comerciantes e o artesanato local promovendo um consumo consciente. 

Por essas e outras razões, observa-se o crescimento de uma nova geração tão única e plural, que em sua complexidade e variedade nos mostra como somos e o que estamos construindo. A comunidade hipster não é apenas um grupo social ou estilo de vida, mas uma geração que está se transformando a cada dia e que veio para ficar.

O cotidiano peculiar de um hipster (Parte 6) O cotidiano peculiar de um hipster (Parte 6) Reviewed by João Walber on 16.5.15 Rating: 5

Post AD