Header AD

A criatividade atual se resume em spin-offs?!


A palavra Spin-Off nunca foi tão ouvida na mídia como hoje. Séries e filmes estão lançando a todo minuto projetos de derivados de produções atuais e até mais antigas. Será que a criatividade está em falta e estamos tendo que reciclar parte de ideias? Ou despertar nostalgia no público é a vontade de roteiristas e diretores?

Só esse ano noticiamos aqui no site que Full House, Prison Break, Heroes, X-FilesVeronica Mars e um monte de séries irão voltar. Além das já existentes séries como The Flash, derivada de Arrow, e a futura Legends Of Tomorrow!

CSI é o rei dos spin-offs, e ainda temos 90210, série de 2008, spin-off da série dos anos 90s "Beverly Hills 90210",



Mas não são só séries. Filmes como Anjos da LeiOs Caça-Fantasmas, X-Men e muitos outros. Porém, não são continuações. São spin-offs. Mas, Kiko, o que é um spin-off?

Nos meios de comunicação, um spin-off é um programa de rádio, programa de televisão, vídeo game ou qualquer obra narrativa derivada de uma ou mais obras já existentes. A diferença entre um spin-off e uma obra original é que ele se concentra, em particular, mais detalhadamente em apenas um aspecto (por exemplo, um tema especifico, personagem ou evento).
Um spin-off pode ser chamado de sequência quando existe no mesmo quadro cronológico de tempo que seu trabalho antecessor. Um dos primeiros spin-offs da era da mídia moderna, se não o primeiro, surgiu em 1941, quando o personagem coadjuvante Throckmorton P. Guildersleeve, da antiga comédia de rádio Fibber McGee and Molly, tornou-se o personagem principal de seu próprio programa, intitulado The Great Gildersleeve, que permaneceu no ar entre 1941 e 1957.

Então resumindo, a série acabou no passado, mas voltou com uma trama e parte do elenco diferente: SPIN-OFF!

A série acabou, mas um continuação falando de apenas um personagem vai ser lançada em breve: SPIN-OFF! Isso também vale para os filmes.

Mas isso é uma coisa ruim? Não, pelo contrário, é bem legal saber que, em algum tempo, veremos como andam aqueles personagens das séries que você assistia quando criança.

Um exemplo, fiquei super empolgado em saber da volta de Dragon Ball e da primeira geração de Digimon. Isso me deixou nostálgico e me fez ficar uma hora revendo alguns episódios.

Só que o ruim disso tudo é que a novidade não será tão vista! O que adianta só existir a reciclagem de ideias e nenhuma coisa nova? Fica muito repetitivo e nunca sairemos na nossa área de conforto!

Entretanto, não estamos cercados apenas de spin-offs hoje. Crossovers, remakes e reboots fazem parte do mundo das telinhas e das telonas.

E vocês? O que acham de tudo isso?

A criatividade atual se resume em spin-offs?! A criatividade atual se resume em spin-offs?! Reviewed by José Kiko on 6.5.15 Rating: 5

Post AD