Header AD

Review: "The Rise and Fall Of Sue Sylvester" (6x10) de Glee


A Ascensão e Queda de Sue Sylvester. O nome do episódio não é em vão e, felizmente, temos mais um centrado em Sue.

No início, já somos presenteados com uma performance de grupo e, após ela, Sr. Schue descobre, através de Kurt e Blaine, que a Academia Dalton foi incendiada. Então, decide acolher os Warblers no McKinley, completando, assim, o número de integrantes necessário para competir nas Seletivas. É dessa forma que a guerra com Sue começa.

Becky se desentende com a ex-amiga e, no dia seguinte, o superintendente a demite, pois descobriu tudo o que ela fez e viu o Armário da Dor, deixando-a devastada por ser apaixonada por ele. Mas esse é só o começo.

Enquanto isso, Rachel vai a NYADA e pensa em como ela mudou e que está pronta para recomeçar, tendo, realmente, crescido muito. Ela, então, entra em uma reunião com a Madame Tibideaux, quem a aceitou na faculdade na terceira temporada.

Um pouco depois, vemos pela primeira vez Geraldo Rivera, um jornalista, o qual convida Sue para ser entrevistada. Ela, pensando que será uma boa divulgação, é surpreendida com retaliações de todos os lados. Geraldo diz que quase tudo quanto Sue coloca em seu currículo é mentira. Michael Bolton, o suposto pai da filha de Sue, nega a paternidade. Rod Remington e Andrea Carmichael também contam atrocidades realizadas pela ex-companheira de jornal. Artie, Rachel, Mercedes, Kurt, Blaine e Joe Hart (em uma aparição especial) contam tudo o que Sue aprontou com eles. Até Becky confessa tudo o que Sue fez. E, aqui, temos uma aparição da qual sentimos falta: a mãe de Sue volta e diz que mentiu para a filha a vida inteira, ela não era caçadora de nazistas.

Apenas duas pessoas ficam do lado da treinadora: Sheldon Beiste e, pasmem, Will Schuester. O primeiro diz que ela o apoiou em todo o processo de mudança de sexo, impedindo bullying contra ele. E o segundo diz que Sue é uma lutadora e realmente se dedica ao alunos, em suas palavras, "ela é uma péssima pessoa, mas uma ótima professora".

Alguns dias depois, Sue encontra sua mãe no auditório e temos uma linda conversa entre as duas, que fazem as pazes e cantam juntas, algo do qual sentimos falta.

Já na sala dos professores, Rachel conta a Sam, Mercedes e Blaine sobre sua ida a NYADA e sobre como quer voltar, porém é interrompida por uma ligação dizendo que ganhou o papel para a peça para a qual Mercedes a indicou. Ela e Blaine a apoiam, mas Sam fica preocupado porque acha que ela deve voltar para a faculdade.

Enquanto isso, os Warblers e o Nova Direções brigam durante os ensaios por conta dos blazers, marca registrada do coral masculino, mas o coral do McKinley se recusa a usá-los. Porém, Sheldon interrompe com um problema de verdade: Sue é a nova treinadora do Vocal Adrenaline e, como mostrado em Carmel High, os alunos a adoram justamente por ela ser o oposto de Will e querer destruí-lo.

No dia seguinte, Rachel e Sam conversam na sala do coral sobre como ele acha que ela deve voltar para a NYADA, agora sabendo que Carmen a aceitaria de volta e ela quer ir direto para o musical, causando uma cisma entre o casal.

A próxima cena é uma das mais hilárias do episódio. Sue e Will se encontram no auditório e começam a cantar The Final Countdown em uma apresentação imaginária, como se fossem lendas do rock. Mas os alunos do coral entram, junto a Kurt, Blaine e Rachel, e tomam um susto ao achar que os dois enlouqueceram por estarem cantando e dançando nessa apresentação imaginária. Então, vemos a oscilação entre a imaginação dos dois inimigos e a realidade, nos mostrando mais uma vez a genialidade na atuação de Matthew Morrison e Jane Lynch.

Novamente na sala dos professores, Rachel, Blaine, Will e Kurt descobrem que se não ganharem as seletivas o clube do coral e todos os programas de artes do McKinley serão extintos e temos mais uma linda conversa sobre como Will está orgulhoso do que seus alunos se tornaram, mostrando o crescimento dos personagens, com a maestria dos atores e escritores.

Na cena final, temos uma apresentação do coral completo, agora com ex-Warblers e Nova Direções juntos e o problema do figurino resolvido: as cores do McKinley foram adaptadas aos blazers, que ficaram vermelhos e brancos, unido o time de uma forma maravilhosa, com outra performance de grupo.

As músicas do episódio foram ótimas, principalmente The Final Countdown, cantada por Sue e Will, The Trolley Song, cantada por Sue e sua mãe, e Far From Over, cantada em mais uma apresentação de tirar o fôlego do Vocal Adrenaline.

Glee
"The Rise and Fall Of Sue Sylvester"

Episódio: 10
Temporada: 6
Estreia: 06/Mar/2015
Emissora: Fox

★★★★
Review: "The Rise and Fall Of Sue Sylvester" (6x10) de Glee Review: "The Rise and Fall Of Sue Sylvester" (6x10) de Glee Reviewed by Carolina Soares on 29.3.15 Rating: 5

Post AD