Header AD

Pipoca Alternativa: Dois dias, Uma Noite


Olá leitores do TPJ, hoje venho em mais uma segunda, contar para você informações de outro filme que concorreu ao Oscar, hoje falarei de 'Dois Dias, Uma Noite' que concorreu a um Oscar.

Na Bélgica, Sandra (Marion Cotillard) ficou afastada do trabalho por depressão e, quando retorna, descobre que seus colegas aceitaram receber um bônus salarial no lugar de sua vaga. Agora com a ajuda do marido (Fabrizio Rongione), ela tem apenas um final de semana para fazer os colegas mudarem de ideia, para que ela possa manter seu emprego.

Elenco:


Marion Cotillard como Sandra
Fabrizio Rongione como Manu
Olivier Gourmet como Jean-Marc
Pili Groyne como Estelle
Simon Caudry como Maxime
Catherine Salée como Juliette
Batiste Sornin como M. Dumont

Premiação:


- Indicado ao Oscar por Melhor Atriz - Marion Cotillard
- International Cinephile Society Awards por Grand Prix - Jean Pierre e Luc Dardenne
- Sydney Film Festival por Sydney Film Prize - Jean Pierre e Luc Dardenne
- Indicado ao Festival de Cannes pela Palma de Ouro - Jean Pierre e Luc Dardenne
- Indicado ao European Film Awards - People Choice Awards - Filme Europeu - Jean Pierre e Luc Dardenne
- Indicado ao Munich Film Festival por ARRI/OSRAM Award - Melhor Filme Internacional - Jean Pierre e Luc Dardenne

Curiosidades:


- Esta é a primeira vez que a atriz francesa Marion Cotillard trabalha com os irmãos Dardenne. Já Fabrizio Rongione, que interpreta seu marido neste filme, já tinha sido dirigido pelos Dardenne quatro vezes, em Rosetta, A Criança, O Silêncio de Lorna e O Garoto da Bicicleta.

- Apresentação oficial da Bélgica para a categoria Melhor Filme Estrangeiro do Oscar 2015.

- Em entrevista à Indiewire, Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne afirmaram que eles estavam pensando em 12 Homens e uma Sentença (1957), quando escreveram "Dois Dias, Uma Noite", porque é um processo de ver as pessoas e tentar mudar sua maneira de pensar. Quando perguntados sobre as semelhanças com Matar ou Morrer (1952), eles disseram que a personagem de Marion Cotillard é um pouco como Grace Kelly no filme, apesar de não terem pensado nisso ao escrevê-lo.

- O filme é ambientado e filmado em Seraing, uma cidade industrial de Liège, na Valónia, a região francófona da Bélgica, onde os irmãos Dardenne nasceram e foram criados. Seus filmes anteriores também foram gravados em Seraing.

- Marion Cotillard conheceu os diretores Jean-Pierre e Luc Dardenne em 2011, no set de Ferrugem e Osso (2012) - os irmãos Dardenne foram co-produtores neste filme. Eles se conheceram por acaso, quando Cotillard saía de um elevador com seu bebê, e os cineastas ficaram hipnotizados pela criança. Eles olharam um para o outro e disseram: 'Nós gostaríamos de trabalhar com você'. De volta a Liège, na Bélgica, eles não pararam de falar sobre ela: seu rosto, seu olhar ..., disse Luc. "Contratar uma atriz tão famosa foi um desafio adicional para nós. Marion foi capaz de encontrar um novo corpo e uma cara nova para esse filme", acrescentou Jean-Pierre.

- Marion Cotillard teve que mudar seu sotaque francês para o belga, em favor do filme.

- Este é o sexto filme dos irmãos Dardenne a ser nomeado para a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Mas, pela primeira vez, um de seus filmes deixou Cannes de mãos vazias. Mesmo o filme e, especialmente, o desempenho de Marion Cotillard tendo aclamação unânime no festival e fosse visto como o vencedor óbvio do prêmio de Melhor Atriz. Os críticos e o público alegaram que roubaram o prêmio de Cotillard, e até mesmo uma menção especial por sua interpretação.

- A ideia original para o filme surgiu no início de 2000, quando os irmãos Dardenne leram sobre um caso real em uma grande fábrica francesa. Houve um trabalhador cujo volume de produção não era suficientemente bom para os outros trabalhadores, que queriam obter seus bônus. Assim essa pessoa foi despedida. Eles ouviram sobre casos semelhantes na Bélgica, Itália e EUA, e todos os envolvidos levantaram a questão da solidariedade.

- Marion Cotillard é a atriz mais famosa que os irmãos Dardenne já trabalharam. E pela primeira vez, eles escalam uma super estrela internacional. Cotillard é também o primeiro ator não belga a trabalhar com os diretores. Segundo Luc Dardenne, ele e seu irmão Jean-Pierre Dardenne sabiam que Cotillard é uma grande atriz, mas o que os interessava era transformar seu corpo, familiar de seus outros filmes e de sua publicidade para Dior, e criar uma personagem que ela nunca interpretou antes.

- Marion Cotillard aceitou estrelar o filme antes de ler o roteiro.

- O filme foi rodado em ordem cronológica.

- Embora fosse obrigada a atirar a longa distância por 7 minutos, Marion Cotillard achou a experiência mais gratificante que já fez parte. Ela lembrou ter atirado de 50-60 vezes para uma mesma cena, mas o registro foi de 82.


 

Trailers:



Pipoca Alternativa: Dois dias, Uma Noite Pipoca Alternativa: Dois dias, Uma Noite Reviewed by Luara Moraes Leão on 30.3.15 Rating: 5

Post AD