Header AD

Entrevista: Batemos um papo com a rockeira Suzi Quatro


Em uma tarde de quarta-feira (noite, na Inglaterra), a rockeira Suzi Quatro sentou para bater um papo com a gente por Skype. As adversidades foram todas: a impressora não imprimia as perguntas, a câmera do notebook não funcionava, o microfone não funcionava, o vídeo deu problema... Mas, mesmo com todas essas dificuldades, conseguimos conversar com a cantora em ótimo humor e até demos algumas risadas.

Suzi nasceu nos EUA e começou na música já pequena, em uma banda com suas irmãs. É veterana do rock, cantora, baixista, atriz e, agora, escritora. Já conseguiu inúmeros singles em altas posições e fez várias turnês pela Europa, Estados Unidos e Austrália. Nesse bate-papo, ela nos contou sobre preconceitos, ídolos, turnês, sua amiga Joan Jett e, claro, muito rock 'n' roll!

TPJ: Primeiramente, obrigada por nos conceder a entrevista. Você começou sua carreira em uma época em que havia muito preconceito contra a mulher. Eu gostaria de saber se você sofreu muitas críticas e como foi enfrentar esse preconceito.
Suzi Quatro: Bem, eu nasci em uma família de músicos e tinha uma banda de garotas com as minhas irmãs e era uma coisa normal para fizermos. Eu sempre me levei muito a sério, então, eu sempre fui levada a sério.

TPJ: Quais são suas maiores influências na música?
SQ: Meu Deus! (risos) Eu comecei na música muito jovem. Eu tive aulas de piano e violão. Participava de concursos de bandas na escola. Eu gostava de várias pessoas nos anos 60, mas meu herói é o Elvis, que eu vi pela primeira vez na televisão, quando eu tinha quatro anos. Ele foi uma das minhas primeiras influências.

TPJ: O que te fez começar a atuar? Foi algo com que sempre sonhou? E planeja voltar a atuar?
SQ: Eu sempre quis atuar. Eu sou uma artista, então, eu gosto de fazer tudo o que eu puder. Eu fiz alguns papéis da televisão e, quando tive a chance de fazer Happy Days, foi ótimo. Com certeza! Eu quero atuar de novo! Estou fazendo o meu programa solo, Unzipped. Eu estou só esperando pelos papéis certos, mas eu quero voltar a atuar.

TPJ: Seu álbum mais recente foi lançado em 2011. Você planeja lançar outro logo?
SQ: Eu lancei, há pouco tempo, o Back to the Drive, que é basicamente minha vida inteira. E eu tenho um outro projeto, sobre o qual não posso falar muito, mas posso dizer que são vários guitarristas, vários bateristas, uma orquestra e eu. Formamos uma grande banda e temos um cd pronto, mas não posso dizer mais nada. Recentemente, eu também escrevi um livro de poesia, que vai ser lançado primeiro na Austrália, na turnê. Como eu disse, eu gosto de fazer tudo o que eu puder.

TPJ: As próximas votações do Rock and Roll of Fame estão chegando. Você espera estar entre os indicados?
SQ: Minha amiga, Joan Jett, está entre os indicados, mas não me falaram nada sobre mim. Quem sabe ela fala de mim lá (risos).

TPJ: Você foi mais popular na Europa e na Austrália do que em seu país de origem. Isso já te deixou frustrada?
SQ: Na verdade, não foi bem assim. Eu tive vários singles famosos nos EUA e fiz também muitos shows. O problema é que minha gravadora mudava o selo a cada álbum, o que dificultou no sucesso nos EUA.

TPJ: Você já veio ao Brasil? Gostaria de vir?
SQ: Não. Toda vez que eu tentava ocorria um problema. Uma vez eu estive bem perto, mas deu errado. E eu quero muito ir.

TPJ: E, para terminar, o que gostaria de dizer para jovens que estão ingressando no mundo da música?
SQ: Não assistam ao X Factor (risos). Aquilo não é indústria musical. Faça pequenos shows. Você não vai fazer sucesso do dia para a noite. E você não tem que fazer sucesso do dia para a noite.

TPJ: Obrigada! E desculpe pelo problema no Skype. Espero que venha ao Brasil!
SQ: Sem problemas! Eu também espero!

Ouça uma das músicas mais famosas de Suzi Quatro, um dueto com Chris Norman:


Entrevista: Batemos um papo com a rockeira Suzi Quatro Entrevista: Batemos um papo com a rockeira Suzi Quatro Reviewed by Carolina Soares on 10.1.15 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD