Header AD

NMI15: Deixe-se conquistar pelo indie rock do Hozier (Hozier | Parte 1)



Voltamos com mais matérias do #NMI15 e o artista escolhido para ser debatido ao longo da semana já deu caras aqui a alguns meses. Estamos falando do talentoso Hozier, que desde a primeira matéria na coluna New Music (confira aqui) já notava-se seu grande potencial para conquistar o grande público e se tornar um grande expoente no gênero. E o que estamos vendo é consequência do seu trabalho duro até o momento.



A descoberta pela maior parte do público veio com a viralização do videoclipe da faixa Take Me To Church. A canção que trata sobre a intolerância de grupos religiosos e do Estado especialmente russo aos casais do mesmo sexo e a consequência desse ato desumano na vida deles. A opção do rapaz em mostrar a sua opinião em uma faixa tão profunda demonstra que sua arte vai muito além do entretenimento e ganha um papel social, falando de uma ferida social tão comum que precisa ser debatida. 

De sua faixa de maior sucesso partimos para uma análise de suas demais produções pontuando características em comum, a citar o seu timbre de voz único e a sua sonoridade que mistura folk, soul e blues ao rock alternativo. Sua voz e influências são heranças prováveis de seus pais cantores locais de blues, e de suas experiências em corais e sua primeira banda aos quinze anos.



Atualmente promovendo seu álbum autointitulado e com dois EPs em mãos, o irlandês tem tudo para conquistar mais admiradores ao redor do mundo. Sexta voltamos uma análise especial de seu último álbum. Até lá!

NMI15: Deixe-se conquistar pelo indie rock do Hozier (Hozier | Parte 1) NMI15: Deixe-se conquistar pelo indie rock do Hozier (Hozier | Parte 1) Reviewed by João Walber on 26.1.15 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD