Header AD

Review: 'As Crônicas de Nárnia: O Sobrinho do Mago'


As Crônicas de Nárnia: O Sobrinho do Mago é o primeiro livro em ordem cronológica da série de C. S. Lewis e trata-se da primeira aventura (que levaria a todas as outras) de viajem entre mundos e do nascimento de Nárnia.

Os protagonistas são Digory e Polly, vizinhos que se conhecem por acaso e acabam embarcando na aventura de viajem entre mundos com anéis mágicos do tio de Digory, André. Este usa as crianças para testar seu conhecimento sobre magia, pois é muito covarde para enfrentar os perigos dessa jornada. André é egoísta, covarde e egocêntrico, o que o torna um dos vilões do livro.

Porém, a maior vilã, que ainda voltará em livros seguintes, é a rainha de Charn, Jadis, uma tirana impiedosa que matou todo o seu povo com a Palavra Execrável e pode ser entendida como uma crítica a vários ditadores, como Hitler (que é citado nas entrelinhas).

As crianças viajam, através dos anéis, para o Bosque Entre Dois Mundos, um lugar calmo, em cujos lagos há entradas para outros mundos. O primeiro visitado por eles é Charn. Lá, Digory, por teimosia, toca um sino que desperta Jadis. A rainha conta sua história e é levada acidentalmente para Londres, local do mundo real onde se passa o livro.

Jadis arruma uma enorme confusão na cidade e, para tirá-la de lá, Digory e Polly acabam levando-a, junto com um cavalo e um cocheiro, para um mundo que viria a ser Nárnia. Depois de algum tempo, Aslam é visto criando o mundo e, nessa parte, vemos a enorme influência religiosa de um ser criando todos os outros.

O narrador é onisciente em terceira pessoa, porém, às vezes, ele parece fazer parte da história e ser um velho amigo dos personagens, o que torna o livro mais interessante de se ler, pois aquele também se torna um velho amigo do leitor, através de digressões para conversar conosco.

O enredo, tendo-se lido os outros livros, se torna secundário e apenas para dar apoio às histórias subsequentes, pois tudo é contado com muita rapidez, sem grande aprofundamento ou reflexão. A descrição é rica, o que nos ajuda a imaginar Nárnia e todos os outros mundos, para dar um significado maior à história.

Vários dos personagens podem ser entendidos como alegóricos ou metafóricos, que simbolizam uma classe ou uma pessoa em especial.

Então, por hoje é só. Até ano que vem com mais resenhas, Enquete de Cabeceira, Mural Literário e muito mais!

As Crônicas de Nárnia: O Sobrinho do Mago
Livro de C. S. Lewis

Ano: 1955
Páginas: 184
Editora: WMF Martins Fontes

★★★★
Review: 'As Crônicas de Nárnia: O Sobrinho do Mago' Review: 'As Crônicas de Nárnia: O Sobrinho do Mago' Reviewed by Carolina Soares on 30.12.14 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD