Header AD

Review: 'Smash The Mirror' de Once Upon a Time (4x08/4x09)


Épico.

Essa é a definição desse episódio duplo de Once Upon a Time. Este superou todas as expectativas (que eram altas) por diversos motivos. Mas comecemos pelo enredo.

Os episódios anteriores já preparavam o terreno para este para todos os personagens. Para Emma, mostrando o medo de seus pais pelos seus poderes. Para Snow e Charming, mostrando o contraste entre suas vidas "normais" e seu filho Neil sem poderes e os poderes de Emma. Para Regina, as brigas e voltas com Robin. Para Elsa, a aproximação com Emma. Para Rumple, a fixação no enredo da adaga. Para nós, as revelações em conta-gotas que nos deixavam (e deixam) cada vez mais curiosos.

Os flashbacks de Elsa finalmente nos deram uma resposta: a Snow Queen não mentiu. Anna colocou a irmã na urna. Só que ela omitiu uma parte extremamente importante da história: ela lançou o feitiço da Visão Fragmentada em Anna para que esta se voltasse contra Elsa.

Vimos também que Ingrid conheceu o Aprendiz, que lhe deu o pergaminho com a profecia a mando do Feiticeiro (que ainda não sabemos quem é). Nessa parte, descobrimos com ela chegou ao nosso mundo, uma dúvida que tínhamos há muito tempo.

Também no começo do episódio, Henry vai procurar Emma e a encontra, porém esta tem os poderes fora de controle e acaba o machucando. Por conta disso, procura o Sr. Gold para se livrar de seus poderes. Eles marcam na mansão em que ele e Belle passaram a lua de mel e em que ele encontrou a caixa com o chapéu.

Uma das minhas partes favoritas foi a retomada da relação de mãe e filha de Snow e Emma, pois esta liga para aquela a fim de contar o que pretende fazer. Normalmente, Emma ligaria para Hook, Henry, David e até Regina, pois, desde que descobriu que Mary Margaret é sua mãe, tem se sentido entranha próxima a ela, por mais que a chame de 'mãe' de vez em quando.

A dúvida e a culpa de Mary Margaret em relação ao que fazer e ao que fez com Emma a consomem nesse episódio e, por isso, conseguimos uma linda cena entre ela e Charming em que discutem o que devem fazer. Snow acha que devem procurá-la. David acha que devem apoiá-la em relação aos poderes, até porque seria "mais seguro". Ela, com medo de tomar outra decisão errada, cede. Porém, um pouco mais tarde, Regina coloca juízo na cabeça dos dois e diz que eles não podem deixa que Emma tire o que a faz especial.

As cenas entre Robin e Regina foram o prometido e muito mais. O humor, o amor e a cumplicidade presentes nas cenas nos fazem torcer por eles ainda mais. Com a reconciliação, Robin  a ajuda na Operação Mangusto e eles conseguem resolver o  mistério, mas não da maneira esperada. Ele descobre, com a ajuda de Will Scarlet, uma folha 'arrancada' do livro, que mostra que Regina não precisa procurar o autor e convencê-lo a dar um final feliz a ela. Mostra que existem várias possibilidades e que ela vai consegui-lo, mesmo tendo sido má no passado.

Até Henry teve seu aprofundamento psicológico. O menino pensa que não é especial e não vale nada por não ter poderes, mas Regina mostra a ele que é especial por outras coisas e que não precisa de poderes para ser amado. Afinal, ele foi o único que conseguiu unir heróis e vilões.

A relação entre Regina e Mary Margaret volta à tona e esta aconselha sua 'madrasta' a lutar pelo seu final feliz e mostra a realidade: Snow não é completamente boa. Regina não é completamente má. O mundo não é assim tão simples. Ela também passou por muitas coisas ruins para poder ficar com David, mas nunca desistiu de seu amor por ele. Por isso, agora, Regina deve 25 centavos a Snow (vejam a cena, sem contexto não tem graça). As cenas entre as duas estão no top 5 do episódio.

Gold, para se ver livre do poder da adaga, quer colocar Emma no chapéu do Feiticeiro, sem ela saber, é claro. Para isso, prende Ingrid nos restos na urna mágica. Esta hesita ao entrar na sala e, na hora H, Elsa chega para salvá-la. Nesse momento, elas realmente se conectam como irmãs e Emma aceita seus poderes e consegue controlá-los.

Hook, também tentando salvar Emma, é interceptado por Rumplestiltskin, que pega seu coração e o controla a fim de colocá-la dentro do chapéu. A cena do beijo entre Hook e Emma também está no top 5.

Quando Emma aceita seus poderes e se conecta com Elsa como irmã, os laços de Ingrid são presos aos braços das três, 'sugando' a magia delas e tornando possível o lançamento do feitiço da Visão Fragmentada em toda Storybrooke.

Ou seja, o episódio respondeu perguntas, nos deu novas dúvidas, deixou um gancho enorme para os capítulos futuros, aprofundou psicologicamente os personagens e as relações entre eles, reatou romances e nos deu aquelas lições sobre amor, esperança, bem e mal que só Once Upon a Time pode dar.

Review: 'Smash The Mirror' de Once Upon a Time (4x08/4x09) Review: 'Smash The Mirror' de Once Upon a Time (4x08/4x09) Reviewed by Carolina Soares on 26.11.14 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD