Header AD

Literaturando: Arcadismo

Olá, pessoal! Hoje, falaremos de Arcadismo!

1) Contexto histórico
Ocorreu na segunda metade do século XVIII e era tipicamente burguesa. Criada para se opor ao barroco e retomar a arte clássica.

2) Características gerais
Essencialmente bucólico, se opõe ao Barroco por conta do equilíbrio, racionalidade e antropocentrismo. Tem o nome Arcadismo por conta da arcádia, morada dos pastores na Grécia antiga. Nessa escola literária, os poetas fingiam ser pastores de ovelhas ao escreverem. Também chamado de Neoclássico, pois seus temas retomam a antiguidade clássica.
Tem como temas principais: Fugere Urbem (fugir da cidade); Aurea Mediocritas (viver com o suficiente para ser feliz); Inutilia Truncat (cortar os excessos); Tempus Fugit (tempo passa muito rápido) e Carpe Diem (aproveitar o momento).

3) Marília de Dirceu, de Tomás Antônio Gonzaga
Uma das obras mais conhecidas e importantes do Arcadismo. É dividida em duas partes: 1ª - tipicamente árcade, na qual o eu lírico é apaixonado por Marília. 2ª - pré-romântica, na qual o eu lírico tem um tom pessimista.

4)Bocage
Por muitos considerado o maior poeta do Arcadismo. Sua poética é dividida em duas fases: 1ª - poesia árcade (racional e inspirada em Camões). 2ª - poesia pré-romântica (pessimista, sofrida, marcada pela autopiedade e vontade de morrer, passional e subjetiva).
Suas poesias também podem ser dividas em dois grupos: lírica e satírica. Na primeira, a linguagem é culta e o eu lírico demonstra seus sentimentos. Na segunda, predominam a crítica, a sátira e a ironia, tendo linguagem de "baixo calão" e poesia erótica.
Tem em suas poesias o locua amoenus (paisagem bucólica) e o locus horrendus (como o eu lírico se sente - antecipação do romantismo)
Literaturando: Arcadismo Literaturando: Arcadismo Reviewed by Carolina Soares on 1.11.14 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD