Header AD

Literaturando: Barroco

Olá, pessoal! Hoje, para continuar nossa saga literária, falarei de Barroco Jesuítico, assim intitulado por se tratar apenas da arte da Igreja Católica, pois foi difundido e modificado no Oriente pelas religiões locais.

1) Contexto Histórico
Começando no final do século XVI para acabar em meados do século XVIII, esse movimento é contextualizado pela Contrarreforma da Igreja Católica para combater ao antropocentrismo e operar reformas no catolicismo. Na época, foram enviados jesuítas para catequizar a América, então conhecida como Novo Mundo.

2) Características gerais
Arte imposta pela Igreja para questionar o antropocentrismo e implantar novamente o teocentrismo, muito presente em suas obras. Caracterizado principalmente pelo uso excessivo de figuras de linguagem, tais como antíteses, paradoxos, figuras sonoras etc, pelo pessimismo e sofrimento e pelos conflitos e exageros.

3) Barroco Cultista
Preocupado principalmente com a forma da escrita, por isso, faz uso de figuras de som, imagens e jogos de palavras. Seu principal expoente foi Góngora.

Se apartada do corpo a doce vida
Domina em seu lugar a dura morte,
De que nasce tardar-me tanto a morte,
Se ausente d'alma estou, que me dá vida?

4) Barroco Conceptista
Esse caracteriza-se pelo jogo de ideias e argumentos e apresenta sofisma (ideia que encaminha a uma conclusão). Seu maior expoente foi Quevedo.

É um nada Amor que pode tudo,
É um não se entender o avisado,
É um querer ser livre e estar atado,
É um julgar o parvo por sisudo

5) Padre Antônio Vieira
Foi um dos maiores escritores barrocos da corrente conceptista e escreveu sermões contra a escravidão tanto do negro quanto do índio. Um dos seus sermões mais famosos é O Sermão do Bom Ladrão.

6) Gregório de Matos
Participa das duas vertentes do barroco, escrevendo poesia lírica, satírica, sacra, filosófica e amorosa. A última era dividida em dois grupos: camoniana ou platônica (que falava de mulheres ricas) e a carnal (que falava de mulheres pobres).

7) Introdução ao Arcadismo
O Barroco, de certa forma, introduziu ao Arcadismo o lema do "Carpe Diem", que significa "colha o dia". Com isso, os poetas diziam que deve-se aproveitar o dia, pois o tempo passa rápido.
Literaturando: Barroco Literaturando: Barroco Reviewed by Carolina Soares on 22.10.14 Rating: 5

Nenhum comentário

Post AD